49 . 3444 0492
49 . 98502 7012

ACERVO



VICKERS


A Vickers foi fundada em 1828 por Edward Vickers e seu sogro em Sheffield Inglaterra. A empresa começou a fazer peças fundidas de aço e rapidamente ganhou fama por produzir sinos para igrejas. Em 1854 os dois filhos de Edward juntaram-se a empresa e agregaram mais qualidade a administração.
Em 1867 surgia a Vickers, Sons & Company que tinha um grande interesse em adquirir outras empresas permitindo assim uma ramificação maior de setores agregados a companhia.
Foi durante a Primeira Guerra Mundial que a Vickers começou a procurar um produto para produzir, após a guerra terminar pois pensava-se que duraria muito pouco, que se tornasse rentável.
A escolha foi pela máquina de costura, produto que toda família queria ter em casa e estavam em larga expansão comercial. Houve outro grande benefício: com o início da Guerra as fábricas da Alemanha não podia mais exportar seus produtos para a Grã-Bretanha deixando, com isso, um enorme nicho comercial a ser conquistado. E outro fator que auxiliou a Vickers foi que uma marca alemã de máquina de costura estava sendo importada para a Inglaterra e com o início da Guerra esse negócio não poderia mais acontecer. A Vickers acabou copiando esse modelo de máquina e em consequência roubou as vendas dos alemães. A partir de então a empresa entrou no ramo da fabricação de máquinas de costura e a empresa Alemã não podia fazer nada. E nenhuma máquina fabricada na Alemanha poderia ser vendida na Grã-Bretanha.
Nesse período a empresa fabricou a famosa metralhadora Vickers.303 utilizada em larga escala durante a guerra, além de navios e aviões.
Com o fim da guerra, o metal que estava sendo utilizado para armamentos passou a ser usado na produção de máquinas de costura. Tinha-se novamente a paz no mundo. Na década de 20 as máquinas Vickers floresceram juntamente com a prosperidade e uma geração de mulheres melindrosas(termo usado para definir o novo estilo de vida das mulheres: cabelos curtos, saias curtas, ouviam jazz, aboliram o espartilho e questionavam a conduta feminina).
Na década de 30 as máquinas de costura passaram a ser um produto que não gerava mais tanto lucro. Tudo porque estava surgindo um ditador Alemão e o momento estava propício para a produção de material bélico que agregava mais lucratividade. A máquina de costura foi engavetada pela Vickers que passou a priorizar armas, navios e aviões. Destaque para o avião caça Spitfires.
Depois da Segunda Guerra Mundial a Vickers voltou a fabricar máquinas de costura manuais, de pedal e elétrica todas com formatos diferentes de gabinetes. Havia um modelo de mesa estante que levava de 30 a 40 livros e podia ser usada como escrivaninha.
Na década de 50 as empresas que fabricavam máquinas de costura estavam lançando modelos diferenciados e com mais tecnologia agregada, fazendo com que as Vickers se tornassem antiquadas. As importações estrangeiras estavam acabando com as produzidas na Inglaterra por terem um custo bem menor.
Nos anos 60 a Vickers foi estatizada(tornou-se do Estado). Permaneceu ativa até 1999 e em 2004 o nome Vickers foi abandonando completamente.




TOPO