49 . 3444 0492
49 . 98502 7012

ACERVO



WHITE


Thomas Howard White(1836-1914) tinha 22 anos quando, em 1858, iniciou sua vida como fabricante de máquinas de costura. Inicialmente ele fabricou uma máquina a qual deu o nome de New England e a vendia por 10 dólares. White conseguiu um sócio, Willian Grout, e com 350 dólares iniciaram uma empresa. White era o fabricante e Grout era o sócio vendedor. No início era necessário fabricar uma máquina, vendê-la, para depois, com o dinheiro, construir uma próxima.
Em 1866 a empresa mudou-se para o estado de Ohio nos EUA e um ano depois era criada a White Sewing Machine Company juntamente com a fabricação da primeira máquina de costura que trazia o nome White. Era uma máquina construída de forma simples, com poucas peças mas extremamente prática e funcional. No final da década de 1880 uma máquina melhorada do primeiro modelo White foi lançada trazendo modificações e melhoramentos.
Já em 1890 a White Sewing Machine Company diversificou sua gama de fabricação apresentando para os consumidores produtos como o patins, a bicicleta, lampiões de querosene, tornos e parafusadeiras.
Antes do final do século XIX, a empresa tinha uma classificação muito boa de suas máquinas sendo comparadas em qualidade com a marca Singer. Também nesse período ganhou inúmeros prêmios nas várias exposições que participou. Destaque para a medalha conquistada na Exposição Universal de Paris em 1889. Exposição essa, visitada por 32 milhões de pessoas, que visava destacar as conquistas tecnológicas do século que se findava e projetar desenvolvimento para o século que começaria.
No início do novo século, em 1901, a empresa ramificou para mais um produto: o automóvel a vapor inventado por seu filho Rollin White. Com as boas vendas conseguidas, White separou as empresas criando em 1906 a White Motor Company. Em 1909 a empresa produziu seu primeiro automóvel movido a gasolina e um ano mais tarde o primeiro caminhão a gasolina da empresa.
Alguns anos depois a White comprou a Raymond Manufacturing Company. Essa empresa fabricava máquinas de costura e tinha sua sede no Canadá.
As máquinas de costura da White sempre estavam na vanguarda em termos de inovação fazendo com que a aceitação fosse muito boa pelos clientes. Em 1923 a empresa optou por desligar de produção todos os outros produtos e ficar exclusivamente com a fabricação de máquinas de costura e acessórios.
Em 1924 a White adquiriu outra empresa que fabricava máquinas de costura e assinou um contrato com a Sears, Roebuck & Co, uma loja de departamentos americana que iniciou em 1892 vendendo produtos por catálogo depois abriu lojas de varejo por todo o mundo e em 1960 era a maior rede varejista do mundo. Esse contrato perdurou até a década de 1960 quando a Sears cancelou o contrato e assinou com uma empresa japonesa.
Em 1913 foi fundada a Fundação Thomas H. White que tem por finalidade o trabalho com crianças, o sucesso educacional e a preparação de trabalhadores para o mercado de trabalho. Em seu testamento determinou que após um certo tempo, seu patrimônio deveria ser aplicado na educação, ciência e caridade na cidade de Cleveland.
A Grande Depressão em 1929 nos EUA privou a maioria da população de ter emprego, neste momento a máquina de costura doméstica foi um item muito procurado pelas pessoas para ganharem dinheiro. A White inovou ao lançar uma máquina feita a partir de magnésio, tornando-a mais leve e barata.
Em 1940 foi selada na Georgia EUA a Cripta da Civilização que contem artefatos variados com o objetivo de repassar um registro as futuras civilizações sobre a humanidade daquela época. Dentre esses artefatos existe uma máquina de costura White modelo 77.
Durante a Segunda Guerra Mundial a empresa interrompeu a produção de máquinas de costura para colaboram com o governo americano que lutava contra o Eixo.
Após a guerra a produção de máquinas de costura voltou a ser importante fazendo com que a empresa ampliasse as fábricas e aumentasse a produção. Nesse momento é lançada um modelo automático de zig zag baseada em um design alemão.
Na década de 1950-60 houve uma enxurrada de máquinas produzidas na Europa e Ásia. As americanas não podiam competir com os baixos preços das importadas e em especial pela baixa mão de obra asiática. Nesse contexto entra em cena Edward Reddig, um contador que se tornou presidente da White. Sem perder tempo fez com que as máquinas de costura White fossem produzidas no exterior, cortou custos internos e fez demissões em massa.
Em 1960 a empresa se fundiu com a norueguesa Husqvarna Viking e em 1964 renomeou se nome para White Consolidated Industries ou WCI. Já em 1968 as vendas batiam na casa dos 830 milhões de dólares. Nas décadas seguintes passaram a comprar empresas agregando novos produtos a serem vendidos.




TOPO