49 . 3444 0492
49 . 98502 7012

ACERVO



FRISTER & ROSSMANN


Em 1864, Gustav Rossmann abriu uma pequena oficina para reparo e fabricação de máquinas de costura em Berlin. Alguns meses depois Robert Frister alia-se a Rossmann e fundam a Frister & Rossmann dedicando-se a produção de máquinas de costura que eram uma réplica de uma marca existente.
Em um ano de funcionamento a empresa estava bem conceituada no mercado. Em três anos já estavam construindo a nova fábrica que foi equipada com as mais modernas máquinas importadas dos EUA. Em 1869 já eram produzidas, na nova fábrica, 250 unidades por semana.
Em 1872 é fabricada a primeira máquina de costura com base de violino. No ano seguinte, a Frister & Rossmann começou a exportar suas máquinas para a Inglaterra.
Nos anos seguintes a empresa continuou a vender muito bem suas máquinas, participar de exposições, ganhar medalhas e homenagens pelas máquinas e abriram muitos outros locais de venda.
Em 1884 a Frister & Rossmann ficou fechada por várias semanas em função de uma greve na empresa. No dia 3 de abril, duzentos homens invadiram a oficina armados com porretes. Todos os trabalhadores foram convocados a participar da greve, quem não aceitou era jogado a força pra fora da empresa. Nos dias seguintes alguns funcionários que queriam trabalhar foram assaltados e espancados e em virtude desse fatos os diretores resolveram fechar a empresa pois nem o governo alemão conseguiu dar proteção a quem queria trabalhar.
Algum tempo depois tudo foi resolvido e a empresa voltou a sua fabricação normal.
Em 1892 a empresa passa a produzir máquinas de escrever, e o primeiro modelo foi uma cópia americana.
Até 1902 a Frister & Rossmann era a maior fabricante de máquinas de costura na Alemanha.
A marca de 1 milhão de máquinas de costura produzidas foi alcançada no ano de 1903.
Uma nova marca de máquina de escrever é lançada com a marca Presto e Senta em 1913.
Com o início da Primeira Guerra Mundial, 1914, muitos países iniciaram um embargo contra produtos alemães e contra a exportação de produtos para a Alemanha. A Frister e Rossmann diminuiu sua produção e auxilia o exército alemão com a produção de material bélico.
Com o fim da guerra, a empresa voltou a exportar seus produtos e na Inglaterra um novo representante foi encontrado: O. Quitmann.
Em 1925 a Frister & Rossmann foi vendida para a Gritzner, outra empresa que fabricava máquinas de costura na Alemanha.
Em 1929 aconteceu a dissolução da empresa.
Após a Segunda Guerra Mundia a marca Frister & Rossmann foi vendida para O. Quitmann que a representou na Inglaterra.




TOPO